sábado, 8 de julho de 2017

Histórias infantis brasileiras - conhecendo as origens


Outro dia postei alguns sites de histórias para crianças em alemão. Ainda pensando em quem é brasileiro(a) e mora com seus filhos em algum outro país do mundo, pesquisei uns links para enriquecer a vida dos pequenos, e ajudá-los a conhecer, gostar e entender melhor suas origens. Nos links abaixo, você encontra histórias indígenas e afro-brasileiras, dicas de livros, artigos. Aproveite e divirta-se com eles você também!

Histórias afro-brasileiras

Histórias indígenas

Lendas e Mitos brasileiros de Norte a Sul; Clássicos da literatura infantil brasileira 


Sobre a leitura para as crianças 


Todas as fotos deste post foram tiradas por Klaus Reichel, 
no Rio de Janeiro (RJ) e Itamambuca (SP), em 2016.


O que pode ou não entre 13 e 18 anos na Alemanha?


Você que mora na Alemanha e tem filhos que estão entrando na fase da adolescência? Ou está de mudança para a Alemanha com filhos de 13 a 18 anos? Ou você é apenas uma pessoa curiosa sobre a legislação? Este post é para você! Seguem algumas dicas do que um adolescente entre 14 e 16 anos pode ou não fazer na Alemanha.

O vídeo faz um ótimo resumo, mas o rapaz fala em alemão, e bem rapidinho. Sugiro que pegue uma caneta e um papel e tente anotar o que ouve. É um ótimo treino para quem vai fazer prova de proficiência em nível C1, por exemplo. Se seu alemão é nível B2, mas você é um craque, conseguirá entender tudo também. Para os outros níveis, vale tentar entender o máximo que puder! Vamos lá?


domingo, 2 de julho de 2017

Histórias para crianças em alemão - Geschichte für Kinder


Semana passada, uma amiga me perguntou se eu conhecia algum site de histórias em alemão para crianças. Bem, embora o meu “bebê” já seja um rapaz adulto, não esqueci os momentos maravilhosos que passamos enquanto contava historinhas para ele. Sei o quanto é importante incentivar a criatividade e imaginação das crianças, portanto, procurei alguns sites interessantes para vocês. 

Os sites oferecem historinhas clássicas e novas, para ler e/ou ouvir na língua alemã, em diversos gêneros, mas não apenas originárias da Alemanha.  Aproveitem as histórias com os pequenos, mas também para melhorar a pronúncia da língua, ampliar o vocabulário e conhecer um pouco mais da literatura infanto-juvenil e da cultura. É só buscar sua historinha em um dos links abaixo, e se divertir!


Vale dizer que os livros de papel oferecem uma experiência a mais para as crianças, que é a possibilidade de tocar e virar as páginas. Os livros infantis atuais são lindíssimos, e possuem jogos ou origami em 3D, o que é sempre divertido para os pequenos. Minha sugestão  é que alterne livros com histórias dos sites.


Deixe seu comentário e/ou sugestão abaixo!

Ainda sobre das Ruhrgebiet...


Das Ruhrgebiet - Früher und heute 2012


Você conhece o Vale do Ruhr? – das Ruhrgebiet


Esta semana vivi uma coincidência interessante. Passei duas tardes inteiras da aula de alemão falando sobre a região do Vale do Ruhr, ou, em alemão, das Ruhrgebiet, por conta de um texto do livro amplamente trabalhado em aula. Já estive lá diversas vezes de passagem, e visitei algumas vezes Dortmund, cidade que pertence à região. Também ouvi falar sobre indústrias lá estabelecidas, mas nunca percebi a importância que o grupo de cidades teve historicamente e culturalmente para o país. O carvão teve papel importante neste cenário, cuja história inicia-se no século XIX.


Hoje o Vale do Ruhr é a região metropolitana mais populosa da Alemanha, 5,1 milhões, e também a maior região industrial da Europa, 4.435 Km2. Está situada no centro do estado da Renânia do Norte-Vestfália (nordrhein-westfälische Region), ao longo do leito do rio Ruhr. Estas são algumas cidades dentro da área industrial: Bochum, Bottrop, Dortmund, Duisburg, Essen, Gelsenkirchen, Hagen, Hamm, Herne, Mülheim an der Ruhr e Oberhausen, assim como, die Kreise Recklinghausen, Unna, Wesel e der Ennepe-Ruhr-Kreis.


No final da semana, recebi um convite para ir a uma exposição na cidade de Bochum, que fica exatamente neste local. Aproveitei o convite e fui conhecer, ao vivo, o que ocupou duas tardes de minha vida. Foi um ótimo passeio que pode ser feito em um dia. Principalmente, se você mora por perto e o dia está chuvoso, e sua vontade é ficar enterrado no sofá. rsrsrs Recomendo visitar os vários museus e shoppings locais. Veja os links ao final deste post.



Eu aproveitei um dia chuvoso e visitei o museu Deutsches Bergbau-Museum Bochum. Desci à uma mina e subi na torre do museu para uma vista da cidade. Andei pelo labirinto subterrâneo, de mais de 2 km, e fiquei surpresa e impressionada com o tamanho das máquinas lá embaixo. Andei também em um elevador que simula os elevadores de mina, bem interessante. Ótimo para crianças a partir de 5 anos. Imaginei como deveria ser difícil um trabalho debaixo da terra nessas condições. 




























Se o sol estiver brilhando caminhe pelos parques também. Existem vários muito bonitos, construídos depois da revitalização da região. 
Você não vai se arrepender.


Mais informações sobre a história e lugares para visitação nos links abaixo.

História e informações turísticas locais:

Locais para visitar: 

Deixe seu comentário ou sugestão abaixo!

sexta-feira, 23 de junho de 2017

Desapegue com Marie Kondo

Olá, pessoal! Hoje estava lembrando de minha mudança para Alemanha, e de como foi super difícil decidir o que deveria trazer do Brasil. Acredito que muitos de vocês, como eu, gostam de livros e/ou têm aqueles objetos do coração, ou muitas roupas e sapatos que curtem, o que dificulta muito a seleção na hora de escolher o que vai para a mala ou para o container. 

Naquele momento, li o livro de Marie Kondo e apliquei seu método. Deu muito certo, e eu me assustei com a quantidade de coisas desnecessárias que acumulei ao longo dos anos. Apesar desse exercício maravilhoso, ainda não atingi a perfeição de manter esse minimalismo e arrumação constantes. Rsrsrs Mas já estou bem melhor e não acumulo mais coisas desnecessárias. 

Gostaria de fazer algumas citações, mas dei o livro de presente para uma pessoa que gosto muito, e, por isso, não puder exemplificar no Blog o que disse com algumas passagens. Resolvi, então, procurar algo que ilustrasse o que gostaria de dizer a vocês. Acabei achando um ótimo vídeo (veja abaixo), que  resume um pouco o método de Marie Kondo. Mas lembro que para aplicar o método e entender bem o que a autora quer dizer, recomendo a leitura completa do original sempre! Você pode comprar o livro em um dos três links que sugiro abaixo, em preço bem acessível.

Livraria Saraiva
Estante Virtual
https://www.estantevirtual.com.br/sebodulcineia/marie-kondo-a-magica-da-arrumaca-597919016
Livraria Cultura  
http://www.livrariacultura.com.br/p/livros/comportamento/etiqueta/magica-da-arrumacao-a-a-arte-japonesa-de-colocar-ordem-na-sua-casa-e-na-sua-vida-42890329





quinta-feira, 22 de junho de 2017

Humor alemão - Abitur-Chaos

Sistema bem simples de entender... rsrsrsrs


Entendeu?
Deixe seu comentário abaixo! ;)

domingo, 18 de junho de 2017

Dialetos na Alemanha - die Dialekte


Minha professora de alemão, Marina, deu mais uma dica super interessante em suas aulas. O assunto da aula era “Dialetos”, e a Alemanha tem mais de dez dialetos muito falados em todo o país. Após alguns exercícios de audição, e algumas tentativas de compreensão dos diferentes sotaques e dialetos, ela nos apresentou uma página da Deutsche Welle para explorarmos um pouco mais os diferentes dialetos regionais após a aula. Alguns dialetos são até ensinados em escolas do país. Fica minha sugestão para explorar um pouco mais a língua e cultura alemãs.


Veja nos links abaixos, a página que sugiro (versão em português e alemão), clique sobre o dialeto e você será redirecionado para uma página com mais informações sobre o que foi escolhido. Na página em alemão, você poderá ouvir pessoas falando o dialeto e  aprender sobre o vocabulário utilizado também. Divirta-se e aprenda!

versão em português

versão em alemão

Para saber o que é um dialeto clique no link abaixo: 



Abreviaturas - Abkürzungen

Algumas vezes, ao ler textos em alemão tropeço em algumas abreviaturas que não conheço ou esqueci. Então, para facilitar a nossa vida, achei essa tabela com significados em inglês no Pinterest e compartilho aqui com vocês. Sua origem está na primeira linha da tabela. E também uma página ótima (link abaixo), que você pode digitar a abreviatura na caixa e em segundos você todos os resultados correspondentes. Ótimo para quem está fazendo um curso acadêmico na Alemanha, ou precisa escrever e ler usando essa abreviaturas com frequência. 

Página de abreviaturas em alemão



Gostou? Deixe seu comentário abaixo!

Ritter Sport - Você conhece essa delícia?



Este post é dedicado aqueles que, como eu, são amantes de chocolate. 

É claro que aqui na Alemanha, Suíça, Bélgica, encontramos chocolates artesanais ou não, maravilhosos (talvez até mais gostosos), de sabor inesquecível, mas escolhi um que encontramos em quase todos os supermercados e lojas de conveniências e aeroportos da Europa. 

Suas barrinhas quadradas são muito populares, existem em diversos tamanhos, e é um chocolate tradicional da Alemanha. É um clássico das lembranças de viagem. E confesso que essas barrinhas já me salvaram do desespero por um docinho ou chocolate em diversos momentos. Sugiro que provem as edições limitadas, lançadas a cada estação do ano (fotos abaixo). 

Se for um curioso(a) como eu, acesse um dos link abaixo e leia a história da empresa fundada em 1912 pelo casal Alfred Eugen Ritter and Clara Ritter. A história é bem interessante! Aproveitem e leiam comendo uma dessas delícias, mas sem exageros ou a balança reclama. rsrsrsrs


History (Versão  em Inglês)
Geschischte (Versão em Alemão)













quinta-feira, 15 de junho de 2017

Humor alemão - Comerciais

Antes de ser professora de línguas, sempre me diverti ou observei criticamente anúncios de TV e jornais. A linguagem apelativa pode dar bons frutos em reflexões, e é ótima fonte de aprendizado. Os comerciais de TV e anúncios de revista, jornal, ou folhetos de divulgação sempre foram utilizados em minhas aulas de idiomas. Eles oferecem textos curtos e práticos, de uso corrente da língua-alvo e são possibilidades de trabalho sem ocupar muito tempo da aula lendo ou assistindo filmes, por exemplo, mas sim exercitando o que se quer.
Comerciais alemães podem ser também uma fonte de aprendizado da língua e cultura, e divertimento para novatos no país ou no contato com a língua. Alguns desses comerciais alemães, já conheço há muitos anos, desde quando morava no Brasil, outros descobri aqui. Sempre aparece uma palavra nova, e são bem humorados. Interessante observar que nem sempre é muito engraçado para nós brasileiros, porque humor também reflete as diversas culturas representativas dentro de cada país. Deve-se pensar sempre na cultura, no foco e no produto. Tudo sempre depende do contexto .
Divirtam-se, e deixem seu comentário abaixo!








sexta-feira, 9 de junho de 2017

O que significa "Zusammengehörigkeitsgefühl"?


Escrevi este texto como exemplo do poder das palavras e como podemos fazer nossas viagens interiores cultivando um olhar mais explorador e crítico em relação às línguas em geral. Este não é um exercício a se fazer constantemente, mas recomendo a todos realizá-lo quando alguma palavra chamar sua atenção de modo diferenciado, e enquanto lhes der prazer. O exercício é também ótimo para quem aprende línguas estrangeiras, porque além de autoconheicmento, enriquece o conhecimento e vocabulário.  Você não precisa ser um linguísta para isso. Vamos lá?


Aprendi a palavra „Zusammengehörigkeitsgefühl“ (substantivo neutro) esta semana e me apaixonei completamente. Então, paixão por uma palavra? Como assim? Pensando sobre isso, surgiram as seguintes perguntas: Que grupos fazem parte de sua vida? Que ser social é você? Vou explicar... Para entender porque a palavra não saía de minha cabeça, comecei um exercício que descrevo abaixo (sem academicismos), e que pratico algumas vezes.

Em minha paixão multifacetada explorei seus 4 aspectos básicos, sem entrar no uso corrente da palavra (ou teria de escrever um livro rsrsrs):

Aspecto 1) Significado


Em português, podemos traduzi-la como “pertencimento” ou “sentimento de pertencer”. Seu significado por si só já faz com que eu considere a palavra linda. Pertencimento é um sentimento importante que garante a integridade, completude e afirma a identidade social de todos nós, humanos.
Como sinônimo em alemão, temos „die Verbundenheit”, que pode ser traduzida como ligação, vínculo. Ou, ainda, die Zugehörigkeit, filiação a um grupo, pertencimento.

Aspecto 2) Desafio da pronúncia


Ao entender o significado, pensei imediatamente: como pode uma palavra tão importante aos seres humanos ser difícil de falar? Imagino que nós, estrangeiros(as), certamente acharíamos difícil de pronunciar. Resolvi treinar e entender como funciona.

A divisão de sílabas, segundo o dicionário online Duden, é a seguinte: Zu|sam|men|ge|hö|rig|keits|ge|fühl, e a sílaba tônica é “sam”.

Repeti a palavra várias vezes e prestei atenção em minha voz, gravei no celular, ouvi, observei minha fala e o meu sentimento ao me ouvir. Depois de ouvir a terceira vez, já pensava em seu significado e formação, não mais na pronúncia. Vamos abrir a caixa de surpresas? Segui adiante...

Aspecto 3) Estrutura da palavra


Como todas as longas palavras da língua alemã, “Zusammengehörigkeitsgefühl” é um quebra-cabeças com várias peças/palavras, muito representativo da língua alemã, que é quase um Lego gigantesco e vivo. Sinto, algumas vezes, que só é compreensível para os nativos. rsrsrsrs Vamos tentar destrinchar a palavra.


Zusammengehörigkeitsgefühl

Zusammen – significa “junto (a)”; funciona também como prefixo em outras palavras como “der Zusammenhang” (substantivo que significa contexto) ou “zusammenarbeiten” (verbo que significa “trabalhar junto”)
O que prevalece é sempre a ideia de algo que se faz, se sente ou se passa junto, a ideia do grupo. Lindo!

Zusammengehörigkeitsgefühl

das Gehör – significa “audição“, mas é usado também em expressões como “ein gutes Gehör für Musik haben” ou „jemandem, einer Sache Gehör schenken (jemanden, etwas anhören; auf jemanden, etwas eingehen: er schenkte ihr, den Bitten kein Gehör)“, por exemplo.
De um modo geral, está sempre conectado a ideia de audição ou de pertencer, e pode ser desdobrado em verbo ou adjetivo, como em gehören (verbo) ou gehörig (adjetivo).

Zusammengehörigkeitsgefühl

A seguir, encontramos o sufixo -keit formador de substantivos de gênero feminino, que podem ser derivados de adjetivos com terminação -ig. Veja os exemplos abaixo:
Betriebsamkeit ou Sauberkeit ou Süßigkeit ou Möglichkeit (substantivos)

Zusammengehörigkeitsgefühl

Por último, temos uma palavra que também gosto muito.

das Gefühl – significa “sentimento”
Esta palavra, como muitas da língua alemã, forma outras, como: gefühllos (adjetivo), ou das Gefühlsleben (substantivo), ou das Zeitgefühl (substantivo).

Aspecto 4) Reflexões como resultado do exercício com palavras


Não é necessário dizer o quanto palavras como Gefühl estão presentes na vida de qualquer ser humano. Mas é interessante pensar por quantos sentimentos diferentes cada um de nós que se muda para outro país e passa pelo processo de adaptação e integração vivencia dentro de si. Quem migra para qualquer país do mundo é invadido por uma avalanche de emoções e percepções. A palavra “Gefühl” (sentimento) deixa de ser algo horizontalizado e/ou superficializado, e passa a uma dimensão em direção vertical e profunda, pelo simples fato de estarmos imersos em um mundo a conhecer, e termos de nos observar e recriar a cada instante. O estrangeiro(a) vive em estranhamento constante, a novidade, o choque cultural, a mudança, o crescimento são uma constante e estão diariamente presentes em sua vida. O estrangeiro passa pela situação do não-pertencimento, que para alguns, pode ser um breve momento, e para outros, pode ser por longo período. No entanto, todos passamos pelo movimento de busca a um pertencimento, que envolve muitos sentimentos positivos ou não. Se você mora em outro país, ou cidade, como foi a sua busca? Como você viveu esse movimento de vida? A quais grupos pertenceu ou pertence em sua nova morada? 

Este exercício pode nos levar a diferentes caminhos, e pode ser feito mesmo em nossa língua mãe. É sempre uma viagem pelo poder das palavras. 


Gostou do post? 
Deixe seu comentário abaixo!

Trava-línguas em alemão - die Zungenbrecher



terça-feira, 6 de junho de 2017

Vamos de Bike? - Links de Weser

Você mora ou está visitando o norte da Alemanha, Bremen, Stuhr, Delmenhorst ou cidades próximas? Está de bobeira em casa ou no hotel e já conhece bem os parques dentro de sua cidade? Gosta de natureza e de andar de bicicleta? Então vai passear de bicicleta e conhecer um pouco mais os arredores. Sai do centro, sai da "caixinha" e aumenta seu raio de circulação! 

Gravei o vídeo abaixo em um passeio no parque Links der Weser como exemplo dessas escapadinhas saudáveis. As fotos também foram feitas durante o passeio. Além de curtir a natureza, encontramos um centro de equitação próximo, aberto a crianças e adultos, e aproveitamos os vários lagos do local. Toda semana busco uma nova rota para andar de bicicleta, e faço sempre novas descobertas, algumas vezes pertinho de casa. 






 A região norte é plana e ótima para andar de bicicleta. A Alemanha, de um modo geral, é muito segura e agradável para ciclistas. E as estações primavera, verão e outono são perfeitas para esses passeios.  Invista em bolsas para bicicleta, garrafas de água, capacete, luzes de segurança e, se pedalar à noite, um colete ou faixa sinalizadora. Estes são itens importantes para seu conforto e segurança. Procure conhecer também as sinalizações que os ciclitas usam na Europa, para evitar acidentes e pedalar livremente de forma correta. Não esqueça seu chapéu e protetor solar porque o solzinho brando daqui engana. Quando percebemos, estamos com o rosto bem queimados e isso não é saudável. Explore sempre novas rotas, a dica vale também para outros países e cidades.

Gostou? 
Tem uma nova sugestão ou comentário. 
Compartilhe conosco!